segunda-feira, 16 de julho de 2012

O Zé não faz falta.




Os jardins na Praça de Londres já contam com 3 árvores mortas. Na placa central, e após a agressiva remodelação efectuada no ano passado pela CML, morreram 2 árvores: um cipreste e uma Magnólia (na imagem). Alguns anos antes morreu um Cedro dos Himalaias logo após a conclusão do novo estacionamento subterrâneo, mjunto da Av. do México (jardim lateral à Igreja). Pior ainda que a perda destas árvores com mais de 60 anos, é o facto da CML, inexplicavelmente, ainda não ter procedido ao seu abate e substituição por exemplares novos. E tudo isto se passa no Bairro onde vive o nosso Presidente da CML.
Fernando Jorge

1 comentário:

Bic Laranja disse...

O homem é um pedaço de asno. Não distingue uma árvore dum calhau.
Cumpts.