sexta-feira, 8 de agosto de 2008

De Baptista Russo a Salvador Caetano. De Salvador Caetano a...

Uma visita em 50 retratos

O Sucesso Europeu? Talvez... Mas ruinoso destino o destas instalações, que foram um dia de Francisco Baptista Russo, o qual, antes de se dedicar ao ramo automóvel, esteve ligado à indústria da panificação e possuiu debulhadoras de descasque de trigo, negociou em melões e em cortiça. Teve 2 filhos, Francisco e Horácio. Este último manteve o império do pai (representante das marcas BMW e MAN SAVIEN, chegou a importar os primeiros Toyotas para Portugal). Por causa disto, ainda hoje todos falam da «Rotunda do Baptista Russo». As instalações seriam posteriormente aquiridas por Salvador Caetano. O Grupo Salvador Caetano nasceu em 1946 com o nome «Martins Caetano & Irmãos, Lda., Fábrica de Carroçarias», em Vila Nova de Gaia. Só em 1966 passou a designar-se «Salvador Caetano». Em 1968 torna-se representante exclusivo da marca Toyota em Portugal. Em 1982 adquire a empresa Baviera e passa a representar a BMW entre nós. Com 62 anos de actividade, a Salvador Caetano SGPS continuará certamente a ser uma grande empresa. Já as instalações que um dia foram suas e depois passaram por várias empresas... Curioso, curioso, é o facto de, no meio do caos, termos tropeçado numa dependência bancária em pleno funcionamento. Lisboa é mesmo uma caixa de surpresas. Até o surreal faz parte destes seus estranhos encantos.

O sucesso europeu


.

.

.


.

.

.

.

.

.

.

.

-
Várias janelas de oportunidade...
-

.

.

.

.

,

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.


.





.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.



.

.

.

.

Aviso importante: a publicação destas imagens não envolve qualquer crítica ou juízo negativo relativamente às instituições referidas, cujo bom nome não se pretende, de modo algum, pôr em causa. Procuramos apenas mostrar o estado de degradação de um edifício da cidade de Lisboa, ao qual as entidades citadas são, por certo, totalmente alheias.

7 comentários:

MS disse...

Do piorio. Tanta associação a precisar de espaços , e isto neste estado.

A RTP era para ter vindo para aí, mas foi mais para cima, para o edificio da ex-Diamang.

Excelente criatividade fotográfica. Belas fotos, dignas de um prémio. Continue.

Cumprimentos.

Sylvie disse...

Impecável!

Wilson Govindji disse...

Inumeras vezes que passo por ai e sempre tive a curiosidade de saber como era por dentro e o que foi no passado o Batista Russo.
Belas fotos.

Lia disse...

Dentro do edificio batista russo,e junto à janela da sala onde trabalhei durante vinte e tantos anos, curiosamnete, a foto por instantes, devolveu-me o Céu azul que tenho na memória... obrigada.

JOSE disse...

Batista Russo nunca foi do Salvador Caetano. Foi entregue à Banca para pagamento da dívida aos Bancos. O banco principal era o BES.
A firma esteve intervencionado sendo um dos administradores o Mário Ferreira, sendo este o coveiro da empresa, pois a ideia foi de deixar a firma ir ao fundo para depois a venderem ao Salvador Caetano. Sei aquilo que digo, trabalhei 40 anos nessa empresa. Meu nome é José Júlio.

Isabel Gaspar disse...

Tantas memórias, corroboro inteiramente o que disse o José Júlio, também lá trabalhei 20 anos mas como fazia parte da comisão de Trabalhadores sei bem quantas aldrabices se tramaram para entregar a empresa à Banca, que hoje se vê as vigarices que fez.

Guilherme Marinho disse...

Boa Tarde, n sei se este blog ainda esta ativo mas aqui estao muitas coisas enrradas Batista Russo n teve 2 filhos mas s 3 filhas, isso dos 2 filhos espalouse pela internet mas e mentira. COmo eu sei isto, pq o meu Bisavo era o Francisco Batista Russo o representante da Bmw e outras marcas. Podem n acreditar mas e vdd, nome de minha avo e Maria Olinda a filha mais nova do Batista Russo